Meu trabalho!

Quem sou eu

Minha foto
Sejam bem vindas(os)! Sou a Anny, prazer! Esposa e mamãe, webdesigner e scrapper nas horas vagas.

Seguidores

Arquivo do blog

Follow by Email

Passaram por Aqui!

Tecnologia do Blogger.
sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012
Oi Gente!!!
Fiquei uns dias afastada pois estou com muitas encomendas... agenda cheia graças a deus!
Estou com 18 semanas e mal tive tempo de pensar nas coisinhas do BB e tbm ainda não sei o sexo mas só hoje vi cada coisinha linda rs To meia em dúvida do que fazer realmente... rsrsrs
Vou fazer uma nova ultra depois do carnaval e torcendo para que já dê pra saber o que é né?
vou estar c 20 semanas \o/

Algumas Idéias do Chá de Bebê



Carrinho de bebê feito de melancia

O vídeo abaixo explica o passo-a-passo de um enfeite de mesa maravilhoso, que também é um prato bastante acessível e leve.

<iframe width="560" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/4yl7D_eByf8" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

O vídeo abaixo mostra um exemplo de decoração para Chá de Bebê e também conta algumas brincadeiras. 
Obs.: o vídeo está em português, porém parece que a pessoa que filmou vive nos EUA, pois os jogos e as recomendações de sites estão em inglês. Apesar disso, o vídeo serve para inspiração

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/BxT0vfQCrNk" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Segue o vídeo que mostra passo-a-passo da montagem de uma caixinha de doces que ao meu ver é uma ótima opção para ser usada como enfeite durante a festa e ser entregue como uma lembrancinha ao final do seu Chá de bebê.

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/eFYI61cYoUs" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Bolo de Fraldas, este lindo enfeite central de mesa para Chá de Bebê, ganhou muita popularidade.

Confere a relação de materiais que vai precisar para montagem do Bolo de Fraldas:

  • fraldas descartaveis (quantidade conforme quantidade das camadas e o tamanho desejado)
  • elásticos e prendedores para prender as fraldas enroladas
  • círculos de papel para servir de base (para poder transportar)
  • fitas e laços
  • meias do bebê
  • manta ou toalha
  • chupetas
  • roupinhas do bebê 
  • pequenos brinquedos
  • talcos, sabonetes, xampús, etc

Veja o vídeo abaixo para entender melhor o passo-a-passo para montar seu Bolo de Fraldas.

OBS.: Vídeo está em inglês. Caso não entenda, desligue o som e assiste as imagens.
Veja como fazer as rosas para este bolo usando as meias do bebê. Confere outras idéias.

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/9TD8v9jKn_w" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

<iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/vfwaaNjxUhY" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Brincadeiras-castigos: Brincadeira com balões.

Preparativos: muitas balões pequenos enchidos, (se forem grandes – encher parcialmente)

Como anunciar: Sabe inventar a brincadeira do nada? Que tal aproveitar os elementos da nossa decoração?

Participantes: todos os convidados

Como brincar: Ganha a pessoa que enfiar o maior número de balões sob sua roupa (os balões precisam ser pequenos para caber mais de um).

Brincadeiras-castigos: Arremesso de anel.

Preparativos: algumas mamadeiras e alguns rolos de fita adesiva em forma de anel (ou quaisquer outros anéis)

Como anunciar: Sabe inventar a brincadeira do nada? Que tal arremesso de anéis?

Participantes: todos os convidados

Como brincar: Os convidados terão que arremessar os anéis de uma distância razoavelmente grande, para eles caírem acima de mamadeiras (é muito mais difícil que parece!).

Brincadeiras-castigos: Boliche de mamadeiras.

Preparativos: 10 mamadeiras, 1 bola pequena (como bola de tênis)

Como anunciar: Sabe inventar a brincadeira do nada? Que tal um boliche de mamadeiras?

Participantes: todos os convidados

Como brincar: Monta 10 mamadeiras em forma de triângulo (com 1 na frente). Dê uma bola pequena para convidados tentarem derrubar a maior quantidade possível. Vence quem derrubar mais. Se houver mais de uma pessoa com pontuação máxima, repetir até que resta somente um ganhador.

Brincadeiras-castigos: Quem será a próxima para ter bebê?

Como a tradição de casamento onde se diz - quem pega o buquê é a próxima a casar - o dono do 7º presente aberto na festa do Chá de Bebê será a próxima pessoa para ter bebê! Quando a Futura mamãe está abrindo os presentes e abre o sétimo presente, então aquela pessoa é a próxima "futura mãe".

Brincadeiras-castigos: Quero a minha imunidade

Preparativos: Preparar vários envelopes (uma média de 1 envelope para cada 4 participantes). Deste total somente 1 ou 2 vão dar imunidade contra os castigos durante a festa e outros vão conter a descrição de algum "castigo". Encontre ou inventa alguma história engraçada com a mudança de direções freqüente.

Como anunciar: Sabemos que a futura mãezinha não vai escapar hoje, não é?! Mas, acreditem, que para os convidados também vai sobrar. Então, alguém quer receber a imunidade contra os micos? Agora vou pedir vocês formar um circulo e vamos deixar que a sorte escolha alguém para ser imune.

Participantes: todos os convidados e a grávida

Como brincar: Faça os convidados formarem um círculo e distribua todos os envelopes com intervalos iguais. Quando começa a leitura da história, os convidados passarão envelopes um para outro numa direção predeterminada (para lado direito). Assim que eles ouvirem-no dizer “esquerdo”, deverão mudar a direção. Isto continua até que você acaba ler, então o convidado que tem o envelope deve abri-lo. É melhor fazer este jogo no começo. Assim, algumas pessoas vão receber a imunidade logo no começo e não vão cumprir os castigos. Alem disso este jogo serve como um ótimo quebra gelo e ajuda entrar no clima da festa. 100% de participação e 100% de diversão!

Brincadeiras-castigos: Sem sair da linha

Preparativos: várias garrafas de refrigerante e uma venda.

Como anunciar: Os precisam ser bem equilibrados, não é? Mas o que é que isto significa? Vamos ver se (o nome da pessoa) vai conseguir se manter na linha reta de olhos vendados.

Como brincar: Colocar várias garrafas de refrigerante numa linha reta com distância de dois passos entre cada uma. A pessoa que vai fazer o percurso toma a sua posição inicial para analisar, como vai fazer isso. Depois vire ela de costas para vendar os olhos. Enquanto isso, outra pessoa vai tirar todas as garrafas do seu caminho. Em seguida, você vira a pessoa e fala que ela já pode começar. É muito engraçado ver todo cuidado que ela tem para não derrubar nada. Mas a cara dela depois de tirar a venda vai merecer um flash. Ou melhor: filme tudo isso.

Brincadeiras-castigos: Boneco de luva cirúrgica

Preparativos: um par de luvas cirúrgicas (uma para a versão da pessoa e outra para demonstrar que está a seguir), caneta.

Como anunciar: Os bebês adoram brincar. Será que você conseguir diverti-lo se por acaso não terá brinquedos a seu alcance?

Como brincar: Espere ate que a pessoa mostra a sua criatividade. Agora você também pode sugerir a sua resposta. Pegue os 4 dedos da luva que estão juntos e amarre todos entre si. Depois enche a luva como se fosse balão e amarre para ar não sair. Você vai ver que a parte amarrada vai servir como cabelo do boneco e o quinto dedo (polegar) vai ser o nariz dele. Agora falta desenhar os olhos e a boca. Pronto!

Brincadeiras-castigos: Adivinhe o que é?

Preparativos: Enche vários sacos pequenos ou caixinhas para presentes com um item de bebê cada um.

Como anunciar: Agora você também vai se sentir como a nossa (nome da grávida) se sente hoje, pois terá a chance de dar o seu palpite.

Como brincar: Deixe que o castigado escolhe uma das sacolas, mas sem olhar para dentro, então amasse, sacode e dê a suposição sobre o que está no sei interior. Se acertar conceda um brinde.

Bom espero que curtam!!! ;)









domingo, 29 de janeiro de 2012
Oi Gente!!!
Amanhã inicio minha 16ª Semana de Barrigudinha rs
Estou firme e forte com as caminhadas... Comendo muita fruta e verduras, grelhados, nada de massas ou pão, muitas torradas integrais e leite desnatado.... e muito feliz porque dá ultima vez que fui no GO me mantive com o mesmo peso e essa semana sinto que emagreci \o/ Estão todos falando que ja dá p notar. Fiquei aliviada já que essa semana termino de fazer os exames e tomar as vacinas e fazer o retorno no Dr Joaquim.
Ontem pude tbm espairecer um cadinho fomos almoçar no Giraffas rs Mas não fugi da dieta... minha comidinha foi super saudável c grelhados e saladinha... O Gu se esbaldou nas fritas de Girafinha rsrsrs
Gente prá quem nunca comeu lá vale a indicação viu, porque a salada é maravilhosa!!!
Bom vou ficando por aqui! No próximo post estou separando algumas opções de lembrancinhas para o chá e tbm de nascimento. bjokasss


sábado, 21 de janeiro de 2012

Eis a Grande dúvida... Ainda não sei exatamente quais irei fazer mas será na realidade a primeira festinha que será organizada especialmente para meu bebê. Por isso, estou pensando em tudo com muito carinho, pesquisando cada detalhe pois quero fazer quando estiver com 6 meses... Pois acho que será melhor já que quero aproveitar pra descansar no 8° e 9° mês. E também posso aproveitar pra comprar tudo o que não vou ganhar no chá.
Quero fazer 2 chás... um será aqui em casa para familiares e amigos daqui e o outro será um chá virtual que estou organizando já com amigos e familiares distantes e da net.

Tem alguns detalhes que ainda não decidi...
* Chá de fraldas ou Chá de BB
* Lista na loja ou não
* Marca, modelo e Tamanho

Detalhes:

Convite e Lembrancinha: Eu mesma vou elaborar. Logo vou fazer um post com diversas coisinhas e idéias de convites.
Decoração: tenho já algumas idéias... muitos balões em tons claros de azul ou Lilás (ainda não sei o sexo)  fixados no teto, mais balões sobre a mesa do bolo amarrados com fitilho.
o Bolo vou pedir pra mamys fazer ela tem mais habilidades do que eu rs.
Cardápio da festa: Vi numa entrevista que como o evento é além de uma linda recordação e um momento mágico é tbm sinônimo de economia para a maioria... então não compensa gastar muito. mas claro que tudo tem que ser pensado de uma forma carinhosa... Pensei em servir pães, patês, Lanches, gelatinas, bolos, torradas, pipoca caramelada, torta salgada, sucos, chás e refrigerante.

Horário:  Acho que o melhor horário será a partir das 15:00 hrs

Estou preparando tbm um video não é bem uma retro... rs será mais um slide mesmo para mostrar alguns momentos da minha gravidez e claro muita música para animar a festa!

Durante a gestação, mãe tem menos de nove meses para arcar com muitas despesas.

A chegada de um bebê transforma a vida de qualquer família: a partir do momento em que se descobre a gravidez, são menos de nove meses para conciliar uma infinidade de emoções com muitas novas despesas. Embora o período da gestação pareça suficiente para tantas providências, cuidar dos preparativos sem planejamento pode resultar em correria e desconforto nos últimos meses de espera.

Então fui atrás de um passo-a-passo para ajudar a planejar as despesas e tarefas e evitar que a criança chegue ao mundo em um lar endividado. O primeiro passo é organizar uma lista de afazeres. O que precisa ser feito durante o período da gestação para deixar tudo pronto para a chegada do bebê?

Abaixo, confira as dicas de especialistas:

 Planeje suas compras
Poucos eventos são mais marcados pela emoção do que o nascimento de uma criança; principalmente quando a mãe experimenta a gravidez pela primeira vez. Apesar disso, é importante não deixar que a felicidade dos pais estreantes seja a principal orientação na hora de fazer as compras para o bebê.

“Muitas vezes os pais se deixam levar pela alegria do momento e compram bem mais do que o necessário”, diz o professor Marcos Crivelaro, professor da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap).

 Coloque tudo no papel
Ver a lista de todas as tarefas que envolvem a espera vai ajudar você a se planejar e evitar a ilusão de que tudo poderá ser resolvido na última hora.

“O ideal é que não sobre trabalho pesado para os últimos meses, como andar pesquisando preços. Nessa fase a mulher já pode estar com a barriga maior, mais inchada, e fica menos confortável”, diz o consultor financeiro Alexandre Lignos, da IGF Consultoria. 

O conselho vale também para todo tipo de esforço físico: mudanças de móveis e pintura no quarto não devem ser deixadas para os momentos finais. Reserve os 8º e 9º meses para relaxar e curtir a gravidez.

 Compre primeiro itens “neutros”
Comprar todas as roupas sem saber o tamanho, o sexo, ou o clima em que viverá o bebê que você está presenteando pode ser arriscado. A figurinista Fernanda Possani, 32 anos, não teve chance de usar as roupas para recém-nascidos (RN) que comprou para o filho Nicolas, hoje com quatro meses de idade: ele já nasceu vestindo tamanho P.

“Recém-nascidos ganham peso rapidamente e perdem muitas roupinhas. Evite comprar os tamanhos RN, compre mais P e N”, diz Lignos. Menos arriscado para comprar nos primeiros seis meses de gravidez são itens neutros, como móveis e roupinhas básicas.
 Em vez de comprar, reserve dinheiro
Na avaliação do consultor financeiro, sacrificar outros gastos e juntar 15% da renda mensal até o sexto mês da gestação é mais vantajoso do que fazer apenas pequenas compras. Para isso, é preciso colocar todos os gastos no papel.

Lignos fez uma simulação de como organizar o orçamento para uma família com renda de R$ 2.500. O primeiro passo é saber para onde vai o dinheiro:

Renda: R$ 2.500
Gastos fixos: R$ 1.500 (60%)
Diversão/roupas: R$ 375 (15%)
Emergências: R$ 250 (10%)
Despesas variadas: R$ 375 (15%)

“Para não estourar o orçamento com a chegada do bebê, os pais precisam cortar os gastos em algum lugar. Nesse exemplo da simulação, a alternativa é cortar os gastos com diversão e roupas”, explica Lignos. Se juntar R$ 375 por mês, o casal terá R$ 2.250 em seis meses; com dinheiro para comprar à vista, é possível conseguir desconto em muitos dos itens mais caros, como berço, carrinho, etc “, diz.

E como fugir da imensa vontade de começar a comprar roupinhas que os pais sentem ao receber a notícia da gravidez? Não a elimine, apenas controle. “Em vez de comprar três roupinhas, compre uma e guarde o dinheiro de duas para mais tarde”.

 Conte com o chá-de-bebê
Deixe para fazer a maior parte das compras para a criança depois que você fizer o chá-de-bebê, evento em que a grávida reúne amigos e parentes que contribuem com um presentinho previamente solicitado. Assim, você tira da lista de compras os itens que já ganhou de presente e tem tempo para se concentrar no que ainda está faltando.

A reunião deve acontecer no máximo por volta do sexto mês, para não deixar tudo para a última hora.

Para planejar o evento, pense nas opções: você pode pedir fraldas ou itens mais baratos do enxoval, como pagãos, macacões e camisetas. Só tenha cuidado com os preparativos da reunião; se ela sair muito cara, perde-se o objetivo de economizar. “Na gravidez da Fátima, minha primeira filha, o que eu gastei de alimentação na festa foi o mesmo que eu gastaria na compra dos presentes que eu ganhei”, diz Fernanda.

Já a paranaense Marília Bittencourt Mercer, 25 anos e grávida de quatro meses, diz que vai comprar as roupas e os móveis para o bebê só depois do evento, no fim do ano. “Vou fazer o chá-de-bebê até no máximo no sexto mês. Depois compro o que não ganhar”, diz.

 Priorize gastos com saúde
Garantir atendimento médico deve ser prioridade para a gestante – segundo o consultor financeiro Alexandre Lignos, os custos com parto podem chegar a R$ 8 mil. Depois que a mulher já está grávida não dá tempo para contratar um plano de saúde: a maioria tem pelo menos dez meses de carência para parto.

Se os pais já têm a cobertura de um plano, alguns itens devem ser verificados: quanto você paga hoje por ele e qual seria a mudança neste valor com o nascimento do bebê? O convênio aceita a inclusão de dependentes ou os planos são individuais? Confira os prazos de carência para exames e consultas e verifique se a criança estará inclusa nestes prazos ou se estará sujeita a novas regras.

Se o casal não tiver convênio, segundo Lignos, há também a opção de contratar um plano-maternidade diretamente com o hospital. “Esses contratos permitem o pagamento em várias parcelas sem juros, garantindo assim a hospitalização da mãe e do bebê”. Mas atenção: eles raramente cobrem os honorários médicos.




Um dos momentos mais preocupantes pra mim era de como eu ia começar a conversar com o Gustavo sobre o surgimento de um irmãozinho na vida dele? Achei essa matéria divina e tem me ajudado demais... é do site guia do BB o endereço da página se encontra no final do post. Segue a matéria na integra!

Quando você e seu companheiro levaram seu primeiro filho do hospital para casa eram pais novatos, tendo muito o que aprender, adaptações a fazer e um desafio a enfrentar: o de criar apego pelo novo membro da família. Quando vocês trouxerem o segundo filho para casa, vocês dois já serão verdadeiros mestres no que diz respeito à paternidade/maternidade; não serão vocês, mas sim o filho mais velho, que precisará aprender mais, fazer mais adaptações e esforçar-se para criar um apego pelo recém-nascido. Isso não será mais fácil para o seu primogênito do que foi para vocês; e, considerando sua idade e nível de maturidade, pode ser bem mais difícil. A melhor sugestão de todas: fique tranqüila. As crianças vivem como vivem os adultos que as rodeiam. Se você estiver ansiosa com o modo como seu filho vai reagir ao fato de ter um irmãozinho, seu filho ficará ansioso também.

A gravidez e o parto tornaram-se assunto de família. Como ocorreu com os pais nos anos 70, nos 80 os irmãos já não são excluídos dos nove meses de preparação e excitação que culminam na chegada de um novo irmão ou irmã. Em vez de tentar entender o que está acontecendo a partir de sussurros entre os adultos e conversas misteriosas sobre cegonhas e canteiros de repolho, os primogênitos de hoje freqüentemente envolvem-se com a gravidez desde os primeiros meses.

A preparação de um irmão é pelo menos tão complicada quanto a preparação dos pais. O primeiro passo, evidentemente é contar ao filho mais velho que a mãe está grávida. Sabemos que as crianças, desde muito cedo, começam a perceber que "algo" está acontecendo. Elas podem captar conversas sérias ou animadas entre os adultos , ver sua mãe sentindo-se mal ou tensa e preocupada, notar outras mudanças na casa - e pensam: "o que estão escondendo de mim?" - "o que vai acontecer? "

O fato de contar desde cedo a criança também dá a vocês bastante tempo para ajudá-la a se acostumar a idéia de ter um irmãozinho e trabalhar seus sentimentos. Talvez convenha esperar até que você receba os resultados dos exames, como ultra-som morfológico, ou amniocentese, ou até o fim do período de risco, se tiver uma história de abortos espontâneos - embora seu filho possa ficar mais chateado ainda se você estiver presa à cama e ele não souber por quê.

Acabado o mistério, há várias medidas que os pais podem tomar para tornar o bebê que está para chegar menos ameaçador para a criança que já mora na casa:

  • Faça todas as grandes mudanças que você planeja fazer na vida de seu primogênito no começo da gravidez, se não tiver tido oportunidade de realizá-las antes de engravidar: matriculá-la na escola - para que tenha um refúgio fora de casa quando o bebê chegar, e não sinta que está sendo expulsa de casa.
  • Ensine-o a usar o banheiro ou desmame-o da mamadeira agora, e não logo após o nascimento do bebê.
    Acostume seu filho a passar um pouco menos de tempo sozinho com você - se você nunca o deixou com uma babá e vai precisar fazê-lo depois que o bebê chegar, comece a deixá-lo com a babá por curtos período durante o dia.
    Se o papai até agora não esteve muito envolvido nos cuidados coma criança, comece a trazê-lo para as rotinas de alimentação, banho e hora de dormir, para que ele possa substituí-la habilidosamente quando você estiver no hospital ou ocupada com o novo bebê.
  • Dê início a atividades regulares de diversão entre o pai e o filho(café-da-manhã fora de casa no domingo, sábado à tarde no parquinho, uma história lida depois do jantar), rituais que podem continuar sendo desfrutados por bastante tempo depois que o bebê nascer.
  • Seja sincera e clara acerca das mudanças físicas pelas quais está passando. Explique que você está cansada ou nervosa porque "fazer um bebê é difícil", e não por estar doente ou cansada dele. Não use a gravidez como desculpa para não pegá-lo no colo. Se você precisar passar mais tempo deitada (a pedido médico) sugira que ele deite ao seu lado e tire uma soneca, ouça uma historinha veja TV com você.
  • Apresente seu filho ao bebê enquanto ele ainda estiver no útero. Mostre-lhe ilustrações próprias a sua idade, do desenvolvimento fetal mês a mês, explique-lhe que, a medida que for crescendo a barriga também crescerá, e que quando for suficientemente grande já estará prontinho para sair. Encoraje-o a sentir com as mãozinhas , o movimento do bebê, mas não o obrigue a isso, se não quiser.
  • Para que seu filho não se sinta um mero figurante no drama da gravidez, leve-o a uma ou duas consulta pré-natais e em especial ao ultra-som. Mas não esqueça de levar ao consultório um lanche, livro ou brinquedo predileto, para o caso de haver uma longa espera.
  • Envolva seu filho em quaisquer preparativos pelas quais ele parecer interessado: a escolha dos móveis, roupas e brinquedos - deixe-o até escolher sozinha uma ou duas coisas baratinhas mesmo que lhe pareçam estranhas. Deixe-o abrir os presentes que cheguem antes do bebê nascer.
  • Familiarize seu filho com os bebê em geral. Mostre-lhe fotos dele quando bebê, diga-lhe como era (não se esqueça de incluir algumas histórias que mostrem o quanto cresceu desde então). Se possível, leve-a a uma maternidade para olhar os recém-nascidos (ela descobrirá que não nascem tão "bonitinhos" quanto os bebê mais velhos). Explique que os bebês não fazem quase anda além de chorar, dormir e mamar, e que por algum tempo não conseguem ser bons companheiros de brincadeiras.
  • Evite dizer coisas como: "Não se preocupe, nós vamos continuar a gostar de você, mesmo com a chegada do novo bebê" - por mais bem intencionadas que seja, tais afirmações podem causar preocupações em seu filho, pode sentir-se incapaz de competir com o bebê.
  • Se você pretende dar o berço dele ao bebê, faça vários meses antes da data prevista para o nascimento. Se o mais velho ainda não tiver condições de dormir em uma cama, compre uma caminha provisória, aquela com grades nas laterais. Ajude-o com a decoração do quarto, e enfatize que está mudando de cama ou quarto porque está crescendo e não porque o bebê está a caminho.
  • Apresente ao seu filho os nomes que você está pensando em dar ao bebê, envolvendo-o nesse processo de escolha. Lembrando, é claro, que a escolha final é sua.
  • À medida que a data de parto estiver se aproximando (e só agora) prepare seu filho para o fato de você precisar passar algum tempo no hospital quando o bebê chegar. Faça-o ajudá-la a arrumar as malas e estimule-o a incluir alguma coisa dele para que você leve consigo. Certifique-se que a pessoa que ficará com ele está completamente familiarizada com sua rotina.
Boa sorte!


Você tem mais hipóteses de ter uma gravidez sem problemas e um bebé saudável se seguir
algumas orientações simples:

1. Organize com antecedência o acompanhamento da gravidez  
Um bom acompanhamento durante a gravidez,é essencial para a saúde do seu bebé. Se você
organizar o seu pré-natal terá meses para construir um bom relacionamento com a sua
obstetriz ou com o seu médico e preparar-se para o parto.

2. Alimente-se bem  
É importante ter uma dieta equilibrada e saudável. Consulte a sua obstetriz ou o seu médico,
especialmente se não tiver vontade de comer certos tipos de alimento durante a gravidez.

3. Cuidado com a higiene da comida  
É melhor evitar, durante a gravidez, certos alimentos que podem trazer risco à saúde do seu
bebé.
Não coma, por exemplo:
• alguns tipos de queijo amanteigado
• carne mal passada ou crua
• saladas e vegetais não lavados
• carne de frango mal passada e ovos crus ou pouco cozidos
Solicite ao seu médico ou à sua obstetriz mais informações sobre os alimentos que são
seguros para consumo na gravidez.  

4. Tome ácido fólico e coma peixe  
O ácido fólico (também chamado de fósforo) é essencial na gravidez para ajudar a prevenir a
espinha bífida e outras más-formações nos bebés. Toda a mulher que planeia uma gravidez é
aconselhada a ingerir um suplemento diário de 400 mcg de ácido fólico durante os três
primeiros meses da gestação. O fósforo também pode ser encontrado em vegetais e em
alguns cereais matinais.
Os peixes gordurosos (como arenque, cavala, salmão ou sardinha) fazem bem ao bebé em
desenvolvimento, mas não é recomendável que se coma mais do que duas vezes por semana.
No entanto, você pode comer outros tipos de peixe na quantidade que quiser. Se você não
gosta de peixe, existem suplementos de óleo de peixe, mas confira se a marca é
recomendada para mulheres grávidas.

5. Faça exercícios regularmente  
O exercício pode fornecer a força que você precisará para carregar o peso que vai ganhar
durante a gestação e para suportar o trabalho de parto. Também pode fazer com que seja
mais fácil voltar à forma após o nascimento da criança. O exercício pode ainda fortalecer o
seu ânimo e ajudar a evitar a depressão durante a gravidez. Tente exercícios leves como
caminhar, nadar ou praticar yoga.

6. Comece a fazer exercícios pélvicos  
É muito comum as mulheres que estão grávidas ou que já tiveram filhos sofrerem perda de
urina quando espirram, riem ou fazem exercício. Você pode evitar que isso ocorra fazendo
regularmente os exercícios para os músculos pélvicos, iniciando antes de engravidar ou
durante a gravidez. Peça mais informações à sua obstetriz ou ao seu médico.

7. Modere a ingestão de álcool  
Como todo o álcool que você bebe chega rapidamente ao seu bebé através da corrente
sanguínea, é aconselhável que você corte totalmente o consumo de álcool. Mas, se decidir
beber, limite-se a uma ou duas doses, não mais do que uma ou duas vezes por semana. Uma
dose de álcool equivale, aproximadamente, a:
• cerca de 200 ml ou meio copo de cerveja comum, cerveja leve ou cidra
• uma taça pequena de vinho
Mulheres que bebem bastante, (mais do que seis doses por dia) durante a gestação, correm
mais risco de dar à luz um bebé com problemas que vão desde a dificuldade de
aprendizagem, até defeitos congénitos mais sérios.

8. Reduza o consumo de cafeína  
Café, chá e refrigerantes contêm cafeína: substância que pode afectar a absorção de ferro
pelo corpo. Altos níveis de cafeína têm sido relacionados ao nascimento de bebés de baixo
peso e à ocorrência de abortos espontâneos. Até quatro chávenas de café (ou seis chávenas
de chá, ou oito latas de refrigerante) por dia não prejudicarão o seu bebé. Entretanto é
aconselhável que você corte com a cafeína. Tente o café e o chá descafeinados, sumos de
frutas ou água mineral com gotas de lima ou de limão.

9. Pare de fumar  
Mulheres fumadoras correm mais risco de sofrer aborto, de ter um parto prematuro ou de dar
à luz um bebé nado-morto. Também aumenta o índice de morte súbita do recém-nascido (mal
do berço ou SMSI). É melhor parar de fumar antes mesmo de tentar engravidar, mas qualquer
redução no número de cigarros diários já dará mais chances ao seu bebé.

10. Descanse um pouco  
O cansaço que você sente no início e no final da gravidez é a maneira que o seu corpo tem de
pedir para você ir mais devagar. Uma sesta no meio do dia faz bem à grávida e ao seu bebé.
Se você não conseguir dormir, coloque os seus pés para cima e relaxe por 30 minutos ou
mais.


Fique informada de cada uma das fases de sua gravidez. Saiba semana a semana, tudo que está acontecendo com o bebê, a mamãe e o papai durante a gravidez...  
Estou acompanhando esse site e é tão gostoso ver cada etapa, cada passinho o link do site esta no final do post  



(cerca de 12 semanas após a concepção)

  O feto mede cerca de 14 a 15 cm de comprimento e pesa em torno de 40 a 60 gramas. Começa a fazer movimentos respiratórios - inspiração e expiração. Os olhos e ouvidos continuam a se desenvolver e a assumir suas posições definitivas. O pescoço está se alongando e o queixo ainda repousa sobre o tórax. As mãos estão se tornando funcionais e o bebê começa a aprender a movê-las (mais como um reflexo do que por vontade). Nesse ponto, nosso pequeno ser recebe todo seu alimento da placenta. Você deve tentar ouvir o coração do bebê com aparelho de "Doppler". Não se assuste se não conseguir ouvir, um exame de ultra-som pode confirmar a presença dos batimentos cardíacos do bebê.

  Dê adeus ao 1º trimestre. Os hormônios estão baixando um pouco seus níveis e você agora tem menos náuseas, menor frequência urinária e menos cansaço. Que alívio!! No entanto, você pode sentir o intestino mais preso, já que os hormônios relaxaram os músculos intestinais fazendo com que eles trabalhem com mais lentidão. Ao mesmo tempo, seu útero está também pressionando a parte final do intestino. Assegure-se de aumentar a ingestão de fibras se a constipação permanecer. Você pode notar que as veias do tórax e das mamas estão mais dilatadas e visíveis. As aréolas das mamas tornam-se mais escuras e aumentam de diâmetro. Suas mamas começam a se preparar para a amamentação desde o primeiro dia de gravidez.

  Como vai papai? Muito estressado e preocupado com as finanças, fazendo horas extras e se aborrecendo com as despesas? Respire fundo e tente avaliar sua real situação. Veja se suas preocupações estão fora da proporção das necessidades de sua família. Muitas vezes, os homens esperam lhe dar com as finanças da família que se tornam o foco principal de atuação do pai enquanto na verdade estão escondendo suas reais preocupações - medo de ser pai e a gravidez. Pense a respeito de suas reais preocupações.

de 12 a 15 semanas
   

"Cada criança é uma aventura numa vida melhor, uma oportunidade para mudar os padrões antigos e torná-los novos".
(Hubert H. Humphrey)
fonte: http://www.clinicafgo.com.br/gravidez_passo_a_passo.html